LEH nasce no encontro do olhar da artista Lena Emediato com as habilidades de artesãos brasileiros.
 
Nossas joias são inspiradas nas histórias dos lugares, das pessoas e nas boas memórias que carregamos no coração. 

>> Criamos peças únicas, feitas artesanalmente e em pequenas quantidades.

>> Não temos e-commerce, para comprar entre em contato pelo nosso email (ola@leh.art.br) ou pelo Instagram, será um prazer conversar com você :)

>> Abaixo temos um compilado das peças disponíveis organizadas por modelo.

 

No sertão de Minas a chuva é muito esperada, quando chega é recebida com alegria, traz rega para lavoura, é boa para o plantio. PRECIOSA. 

Ciclos da vida. Nascer, viver, envelhecer; formar uma família, trabalhar, amar, viajar.  Turmalina para proteção, quartzo rosa para o amor, quartzo verde para saúde e o azul para paz. Para cada CICLO um amuleto​.

Cada cultura tem sua maneira de devoção, de concentração num mantra ou numa reza. Inspirado nos antingos rosários de contas, nos japamalas e nas masbahas. Esta peça não tem religião,  mas é inspirada na fé e nestes momentos tão pessoais de meditação ou oração. ORI. 

CHUVA MÍUDA. MIUDINHA. 

 

Já dizia Quintana:

            - Pirulin lulin lulin.

 

Pro corpo, pra casa, ou pra proteger os pequeninim.

Ser PAR, andar junto. Combinar. 

Um e Outro. Somar forças. 

 

PAR para energizar, proteger e “embonitecer” a casa.

CONTO. CONTAR. CANTO. CONTA. Cada conta é um conto, e no meio dessa linha da vida de histórias, um cristal que contem todos os momentos mais preciosos. Contação é o nome desta peça, que  história você quer contar com ela?

De um lugar.

De uma pessoa.

De um momento.

De uma sensação.

 

Deixar o passado para trás, honrando-o.

 

Viver o presente com consciência.

 

Aprender a sentir saudades e sorrir.

AMORMEUZINHO. “Porque diante de um gravatá, selva moldada em jarro jônico, dizer-se apenas drimirim ou amormeuzinho é justo; e, ao descobrir, no meio da mata, um angelim que atira pra cima cinquenta metros de tronco e fronde, quem não terá ímpeto de criar um vocativo absurdo e bradá-lo – Ó colossalidade! – na direção da altura?”

 

João Guimarães Rosa

Sagarana - São Marcos

Peça exclusiva para ARTIZ, espaço de negócios da ARTESOL. Saiba mais: www.artesol.org.br